RSS
email

PASTELARIA PAZ

NOVANET

Augusto Pinz

Susepe realiza revista geral na Penitenciária Estadual de Rio Grande

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) iniciou a operação Meta, uma revista geral na Penitenciária Estadual de Rio Grande (Perg), às 8h desta terça-feira (15/2). A ação contou com o Grupo de Ações Especiais da Susepe (Gaes), Grupo de Intervenção Rápida (GIR) da 5ª Região Penitenciária e com o apoio do 5º Batalhão de Choque da Brigada Militar. A revista ocorrei de maneira conjunta e simultânea em todos os quatro pavilhões e oito galerias do estabelecimento prisional, onde há 692 pessoas privadas de liberdade.

O objetivo foi apreender materiais ilícitos, no intuito de contribuir para a diminuição dos índices de violência no município, indicado como ponto de atenção pelas análises dos indicadores do grupo de Gestão de Estatística em Segurança (GESeg), do programa RS Seguro, do governo do Estado.

A operação decorreu de uma reunião realizada na prefeitura de Rio Grande em janeiro, quando o governo do Estado anunciou o início de uma série de ações extraordinárias em relação à segurança pública no município.

A ação contou com um efetivo de mais de 250 agentes, entre operacionais do Gaes e do GIR, servidores da unidade e do Departamento de Segurança e Execução Penal (DSEP), da 5ª Delegacia Penitenciária Regional, do setor de inteligência da Susepe, assim como de policiais do Batalhão de Choque da Brigada Militar, contando com apoio da Polícia Civil.

“A operação foi denominada Meta, palavra que em grego significa morte, por ser em resposta aos altos índices de homicídio ocorridos na região”, explicou a titular da 5ª Delegacia Penitenciária Regional, Deisy Vergara Petrucci.

Para o superintendente da Susepe, José Giovani Rodrigues de Souza, “a ação é de extrema importância para o sistema prisional, demonstrando resposta efetiva do governo do Estado para a redução dos altos índices de criminalidade na região, assim como demonstrando, na prática, que a integração das forças de segurança é necessária e bem-vinda, potencializando a presença do aparato de Estado na resposta ao crime”.

O secretário de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo, Mauro Hauschild, ressaltou que a ação é fruto do RS Seguro, que, por meio da integração entre as forças de segurança, atua com base nos dados obtidos pelas inteligências para reduzir os índices de criminalidade no Estado. “É o governo intensificando a qualificação e o aparelhamento do aparato de segurança. A iniciativa tem se refletido no sistema penal na aquisição de equipamentos, de viaturas blindadas, de coletes e de novas tecnologias, como radares antidrone e bloqueadores de celular, assim como no incremento no efetivo de servidores, tudo para assegurar à população gaúcha um Estado mais seguro, em que a união das forças de segurança viabiliza com mais efetividade a diminuição de índices de violência na sociedade”, disse Hauschild.

Texto: Breno Serafini/Ascom Susepe


Bookmark and Share

0 comentários: