RSS
email

PASTELARIA PAZ

NOVANET

Augusto Pinz

APÓS NOVA ESTIAGEM, AGRICULTORES FAMILIARES COBRAM AUDIÊNCIA COM GOVERNO LEITE

 

Pelo terceiro ano consecutivo, os agricultores familiares gaúchos vêm sofrendo com as consequências das estiagens. Neste ano, já existe comprometimento parcial ou total de algumas lavouras. A realidade é preocupante e poderá se agravar ainda mais diante de que as previsões climáticas apontam para um período de pouca chuva para os próximos meses. 

O cenário desta nova estiagem, atrelada à soma das perdas dos anos anteriores, os efeitos da pandemia e o aumento exorbitante nos custos de produção, aumenta a preocupação dos agricultores, que passam a sofrer com o endividamento e as dificuldades de garantir a sobrevivência da família no meio rural. 

Preocupadas, o conjunto de entidades do campo, representadas FETRAF-RS, UNICAFES, MST e CONSEA, protocolou, junto à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, um novo documento solicitando com urgência uma nova audiência com a secretária Silvana Covatti para tratar do assunto.  A audiência tem como objetivo debater a situação e buscar saídas para as consequências das estiagens no Estado.

Também buscam retomar as tratativas de renegociação dos fundos do FEAPER e do FUNTERRA, bem como contestar o cancelamento dos projetos relacionados ao Programa Camponês, que aconteceu no final de novembro, impossibilitando a liberação de cerca de R$ 20 milhões já disponíveis no BNDES aos agricultores familiares. Outra finalidade é discutir as compras institucionais da agricultura familiar (PAA e PNAE), que estão aquém das necessidades e que poderiam estar garantindo a comercialização de alimentos da agricultura familiar. 

Fonte: CUT-RS e FETRAF-RS


Bookmark and Share

0 comentários: