RSS
email

Cresol Canguçu/RS

Cresol Canguçu/RS

PASTELARIA PAZ - EM BREVE NOVIDADES

NOVANET

Augusto Pinz

Produção sul-brasileira de tabaco da safra 2020/2021 chegou a 628.489 toneladas


A produção sul-brasileira de tabaco da safra 2020/2021 chegou a 628.489 toneladas. Os números foram finalizados na semana passada pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) e são obtidos por meio de pesquisas realizadas durante a safra junto aos produtores de tabaco. A variedade Virgínia chegou a 572.732 toneladas; o Burley, 49.260; e o Galpão Comum, 6.497 toneladas.

O presidente da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Benício Albano Werner, faz uma análise comparativa entre as safras 2019/2020 e 2020/2021. “Levando em consideração o Sul do Brasil, em termos de área, houve uma redução de 5,9%, ou seja, 290.397 ha na 2019/2020 para 273.317 ha.

Já a produção caiu 0,7%. Numa análise por estado, o Rio Grande do Sul aumentou a produção em 16,5%. Embora a área tenha caído 2,9%, tivemos um aumento de produtividade de 20%, ou seja, produzimos 243.414 toneladas em 2019/2020 e aumentamos para 283.479 toneladas, dando uma participação de 45,1% na produção do Sul do Brasil.

A grande diferença no Rio Grande do Sul ocorreu na produtividade, que, em 2019/2020 foi de somente 1.919 kg/ha, uma consequência do excesso de chuva causado no desenvolvimento da planta nos meses de outubro e novembro de 2019. Na safra que está encerrando, atingimos uma produtividade de 2.302 kg/ha. Em Santa Catarina, a produção reduziu em 12%, de 215.426 toneladas na 2019/2020 e 189.637 toneladas, com uma participação na produção do Sul do Brasil de 30,2%. Houve uma redução de área de 9,2% e uma redução de 3% na produtividade, de 2.421 kg/h em 2019/2020 para 2.348 kg/ha.

Uma das causas da redução na produtividade foi o alto índice de granizo nas lavouras de Santa Catarina, principalmente, no Vale do Itajaí. No Paraná, a produção teve uma redução de 10,8%, de 174.181 toneladas para 155.373 toneladas na 2020/2021, com uma participação de 24,7% na produção do Sul do Brasil. Houve uma redução de área de 6,9% e na produtividade, uma queda de 4,2%, passando de 2.337 hg/ha para 2.238 kg/ha na 2020/2021. No estado paranaense, também tivemos queda de granizo e, algumas áreas, sofreram com a estiagem”.

O preço médio praticado, no Sul do Brasil, na safra 2019/2020 foi de R$ 8,86 por quilo e o praticado em 2020/2021 foi de R$ 10,54, um aumento de 19%. No Rio Grande do Sul, o preço médio da safra passada foi de R$ 8,73 o quilo e na safra 20/21 de R$ 10,62, um aumento de 21,7%. Em Santa Catarina, o preço médio foi de R$ 9,18 por quilo na safra passada e de R$ 10,41 por quilo na 20/21, um aumento de 13,5%. No Paraná, o preço médio da safra passada foi de R$ 8,66 o quilo e nesta, R$ 10,54 o quilo, um aumento de 21,7%. (...)

Jorn. Luciana Jost Radtke/Gráficos: Marketing da Afubra/Foto: Arquivo/Afubra

Jornal TERRA & CAMPO - https://jornalterraecampo.com.br/noticias/noticia/safra-de-tabaco-2020-2021-fecha-em-628-489-toneladas


Bookmark and Share

0 comentários: