RSS
email

Braga Celulares

Cresol Sul Canguçu/RS

Cresol Sul Canguçu/RS

São João Encomendas

NOVANET

Compre em Canguçu

Maia reage após Ministério da Saúde divulgar dados divergentes da pandemia: "Brincar com a morte é perverso"

O presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) criticou o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) ao comentar a divergência dos números da pandemia do novo coronavírus. No fim deste domingo (07), o Ministério da Saúde divulgou dois informes diferentes. No primeiro havia 1.382 mortos registrados e no segundo constava 585 óbitos, configurando uma diferença de 857. A pasta ainda não explicou o motivo da divergência dos índices.“Brincar com a morte é perverso. Ao alterar os números, o Ministério da Saúde tapa o sol com a peneira. É urgente resgatar a credibilidade das estatísticas. Um ministério que tortura números cria um mundo paralelo para não enfrentar a realidade dos fatos", afirmou Maia em uma rede social já na madrugada desta segunda-feira (08).
A dificuldade de informar o número correto acontece exatamente no primeiro final de semana depois que a gestão Bolsonaro decidiu modificar a forma como a pasta divulga os dados. A medida foi criticada por autoridades da saúde e gerou reação negativa no mundo político.
Maia pediu que o governo volte a informar os números em “um horário adequado” e garantiu que a Câmara vai trabalhar para que os dados da pandemia de Covid-19 sejam corretamente transmitidos à população.

"É urgente que o Ministério da Saúde divulgue os números com seriedade, respeitando os brasileiros e em horário adequado. Não se brinca com mortes e doentes", completou

Números diferentes

Inicialmente, o balanço registrava 1.382 novas mortes nas últimas 24h, totalizando 37.312 óbitos. Mais tarde, no entanto, o painel oficial do ministério informava 585 óbitos, o que configuraria um total de 36.455 perdas desde o início da pandemia. A diferença entre os dois informes é de 857 vidas perdidas.

O número de casos também sofreu mudanças. No primeiro balanço, eram 12.581 casos a mais, totalizando 685.427. No painel, porém, 18.912 casos eram apontados como novos, totalizando 691.758 pessoas infectadas.

Até sábado (06) eram 35.930 mortes pela Covid-19 e 672.846 casos confirmados da doença.


Bookmark and Share

0 comentários: