RSS
email

Braga Celulares

Cresol Sul Canguçu/RS

Cresol Sul Canguçu/RS

São João Encomendas

NOVANET

Compre em Canguçu

Carlos Wizard não será mais colaborador do Ministério da Saúde

O empresário Carlos Wizard informou neste domingo (7), em nota, que não vai mais colaborar com o Ministério da Saúde na função de "conselheiro" do atual ministro, Eduardo Pazuello.

Nas últimas semanas, Wizard vinha participando de reuniões na pasta sobre a pandemia do coronavírus. Ele não chegou a ser nomeado no "Diário Oficial da União" e, por isso, também não recebeu dinheiro público.

Na nota, o empresário afirma que chegou a ser convidado para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde. Mas, segundo o texto, ele recusou.

"Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima", diz o comunicado.

Nesta sexta (5), Wizard afirmou que o ministério iria revisar os dados de contaminados e mortos pelo novo coronavírus, com base em uma suspeita de que os estados estariam "inflando" os números. A declaração gerou reações negativas fortes ao longo de todo o fim de semana.

Desde a saída do ministro Nelson Teich, em maio, Wizard vinha sendo cotado para assumir o cargo. Formado em estatística e ciência da computação, o empresário não tem qualquer formação em medicina ou em gestão pública.

Como empresário, Carlos Wizard é dono de empresas de venda de produtos naturais e de sistemas de pagamento virtual.

Íntegra
Leia a íntegra da nota publicada pelo empresário Carlos Wizard:

Informo que hoje (7/junho) deixo de atuar como Conselheiro do Ministério da Saúde, na condição pro bono. Além disso, recebi o convite para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos da pasta. Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima.

Peço desculpas por qualquer ato ou declaração de minha autoria que tenha sido interpretada como desrespeito aos familiares das vítimas da Covid-19 ou profissionais de saúde que assumiram a nobre missão de salvar vidas.

Carlos Wizard Martins

Bookmark and Share

0 comentários: