RSS
email

Braga Celulares

Cresol Sul Canguçu/RS

Cresol Sul Canguçu/RS

São João Encomendas

NOVANET

Compre em Canguçu

23 anos sem o "Periquito"

24 de Junho, há 23 anos, neste dia a comunidade canguçuense ficou de luto. Morria um dos maiores comunicadores do município: HILMAR NORNBERG PINZ (foto ao lado), o PERIQUITO.
Com jeito alegre, descontraído e único, participou do dia-a-dia da nossa comunidade. O apelido originário da juventude, no Iguatemi - 2º distrito, veio após um jogo de futebol, quando encontrou um periquito caído e ferido na asa. Compadecido ele recolheu e cuidou do pássaro. 
Periquito exerceu diversas atividades, inicialmente na agricultura familiar e posteriormente prestou serviço militar tendo recebido diploma de honra ao mérito, trabalhou em Pelotas no Joaquim Oliveira e Anglo, retornando a Canguçu foi trabalhar de cobrador na Empresa Raff seguida da Empresa Princesa dos Tapes, onde ao retirar-se das atividades para trabalhar de taxista, a comunidade em especial do segundo e quinto distrito elaboraram um abaixo assinado na época de quase duas mil assinaturas para que permanecesse na atividade.
Ingressou na radiodifusão na Rádio Cultura AM com Arnildo Becker, posteriormente transferiu-se para Rádio Liberdade AM, inicialmente três vezes semanais no Programa Boa Tarde Colônia, sucedendo e assumindo a titularidade diária, logo após do programa que era apresentado por Osmar Krause.
Fez história no município, com seu cinema ambulante, várias gerações de canguçuenses conheceram o cinema através de seu trabalho, uma das suas paixões.
No rádio com o Programa Alô Colônia marcou época, sendo líder absoluto em seu horário, com sua forma simples, objetiva e falando a linguagem popular conseguiu milhares de fãs, oportunizou a vários radialistas sua primeira oportunidade na rádio difusão, os amigos as vezes diziam "olha que esta gurizada vai tomar o teu lugar", aos quais, respondia: "Que bom tô ajudando alguém", a concorrência nunca o preocupou pois dizia: "faço o que faço por amor e por que gosto, o ouvinte tem que saber o que bom pra ele e, enquanto estão falando de mim estão fazendo propaganda".
O decorrer dos anos na radiodifusão não apenas o tornou popular e querido da comunidade canguçuense, mas o tornou sob alguns aspectos até folclórico. Frases que lhe foram atribuídas como: "esta é uma boa convite para enterro" resultante da apresentação de um jornal com avisos que tinha na sua programação, ao não dar uma pausa entre o encerramento de um convite de uma festa seguido de um convite para enterro, ou ainda: "tempo bom para quem planta arroz por que chuva uma loucura lá fora" ou ainda diziam que ao referir-se a um samba que tinha em sua letra "todo menino é um rei e eu também já fui rei", dizia: "todo menino é um rei e eu também já furei", entre outras que foram incluídas nas brincadeiras e bate papos de amigos e, quando consultado ou indagado da veracidade respondia: "também se eu não der nenhum balão vocês não me escutam, continuam falando em mim e de mim, mas não esqueçam de ouvir o programa".
Dentre os radialistas que tiveram sua primeira oportunidade na ´radiodifusão estão: Bebeto, Sábia, Carlinhos, Francisco, Nilso Pinz dentre outros.
Como ser humano era inigualável, o que era seu também era dos amigos e da família, não medindo esforços em nenhum momento ou circunstância, quando a necessidade era financeira e não tinha dizia: "vamo dá um jeito eu tenho um amigo que empresta", sempre disse e repetia que seu maior tesouro eram os seus amigos.
O PERIQUITO com certeza hoje deve estar olhando e dizendo aos anjos o seu refrão: ESSA É UMA BOA, pena que não estejas mais entre nós, descansa em paz.

Texto: Nilso Pìnz

Bookmark and Share

0 comentários: