RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

Morada das Figueiras

São João Encomendas

NOVANET

Destacamento de Canguçu recebe Missão de Assistência Integrada Itinerante

O primeiro ano da Missão de Assistência Integrada Itinerante ao Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Canguçu (DTCEA-CGU) foi celebrada pelo efetivo. O município situado no interior do Rio Grande do Sul carece de profissionais e serviços de saúde, impactando diretamente na vida dos militares e dependentes do DTCEA-CGU, unidade  subordinada ao Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II).

A localidade tem dificuldade de atendimento em todas as especialidades médicas, além da falta de serviços conveniados no município. A Organização de Saúde da Aeronáutica mais próxima fica em Canoas, a mais de 300 quilômetros de Canguçu”, revela o comandante do DTCEA-CGU, Tenente Especialista em Suprimento Técnico João Marcos de Oliveira.

A ação coordenada pela Divisão de Assistência Integrada (DAIN) do Subdepartamento de Administração (SDAD) do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), tem o objetivo de atender às demandas sociais, psicológicas e de saúde do seu efetivo e de seus dependentes.

Entre os dias 10 e 14 de novembro, seis profissionais integrantes do Hospital de Aeronáutica de Canoas (HACO), do Esquadrão de Saúde de Curitiba (ES-CT) e do CINDACTA II prestaram atendimento nas especialidades de medicina de família, pediatria, psiquiatria, psicologia e assistência social. O Técnico de Enfermagem do HACO, Sargento Wilson Vasconcelos da Silva, participou também da missão em apoio à equipe de saúde e na realização de exames.  Ao todo foram beneficiados 89 militares e dependentes, entre atendimentos e participação nas palestras.

Para a Tenente Médica da Família Larissa Soares Figueiredo Trigueiro Caroca, é de suma importância a participação desta especialidade na missão itinerante. “Podemos auxiliar em várias necessidades dos pacientes, como na área clínica, na saúde da mulher e da criança, além do suporte na saúde mental”, destacou.



A Tenente Médica Psiquiatra Vanessa Freitas Volkmer explicou que saúde mental envolve cuidar do bem estar da mente, do corpo e da boa convivência social. “Poder falar de saúde mental ao efetivo foi muito bom para ajudá-lo a entender e aliviar suas dificuldades de trabalho ou de adaptação na nova localidade, para lidar com as adversidades inerentes de um destacamento especial e  tentar diminuir o impacto que essas adversidades podem ter na saúde mental dos militares, e consequentemente, também de seus dependentes”, pontuou.

Nascido e criado em Canguçu, o Suboficial José Vinicius Galarça conhece bem a carência de atendimento médico no município. O militar foi um dos que comemorou a vinda dos profissionais de saúde ao Destacamento. “A iniciativa demonstra o cuidado que a Força tem com seus integrantes e dependentes. Muitas vezes temos que recorrer a médicos particulares que cobram em média 300 reais por uma consulta ou procurar atendimento no único hospital público da cidade", afirmou o Suboficial Galarça, que levou também a esposa e os filhos para as consultas médicas.

Dentre os profissionais da missão, especialistas da área de saúde mental chamaram a atenção do Suboficial Galarça, pelas palestras ministradas e a disponibilidade em acolher e tratar quem eventualmente julgasse necessitar deste tratamento. "Fiz uso deste serviço e me sinto grato por ter aprendido que não devo subestimar esta área da saúde, mas sim tratá-la como os demais setores do corpo", revelou.

Richéle Timm dos Passos da Silva, esposa do Sargento Márcio Gonçalves da Silva, levou os filhos, Lucas (3 anos) e Letícia ( 6 anos), para consulta com a pediatra, Tenente Médica Nicole Berthier Zanin. “A médica demonstrou uma preocupação em atender as crianças a partir de uma visão mais ampla de saúde do que meramente o aspecto físico. Na ocasião, também apresentamos as cadernetas de vacinação e alguns exames laboratoriais. Foi feito acompanhamento do desenvolvimento do peso e altura das crianças e fomos orientados sobre alimentação e atividades esportivas e culturais. Destacamos a clareza e a segurança da médica nas suas explicações, o que nos passou confiança e uma atitude de cuidado e carinho”, elogiou Richéle.

Para a Tenente Nicole, que participou da Missão de Assistência Integrada Itinerante pela primeira vez, essas ações são necessárias para prestar atendimento médico às unidades mais isoladas e desassistidas.

Logística

Para realizar a missão itinerante, foi necessário um grande trabalho de logística. O DTCEA-CGU providenciou a montagem, a organização dos espaços para os atendimentos e a desmontagem dos equipamentos.

Com relação ao translado de Canoas para Pelotas dos profissionais de saúde e materiais médicos, o apoio foi dado pela tripulação do Quinto Esquadrão de Transporte Aéreo (5º ETA – Esquadrão Pégaso), unidade da Força Aérea Brasileira (FAB) sediada na Ala 3, em Canoas (RS). Já o Destacamento providenciou a locomoção de Pelotas para Canguçu, em virtude de se chegar ao município, somente por via terrestre, pois não existe aeroporto na cidade.

Para o Tenente Aviador Diogo Landim Simões, piloto do Esquadrão Pégaso, participar dessa missão foi uma oportunidade de prestar um serviço fundamental a quem precisa. “Para nós do Esquadrão, é importante ajudar os militares e seus familiares que necessitam de apoio de saúde. Mesmo estando em localidades distantes dos grandes centros, eles estão sendo assistidos pela FAB”, ressaltou o piloto.

Ações de promoção à saúde

A missão não se restringiu apenas aos atendimentos médicos, também foram realizadas palestras socioeducativas. A Tenente Médica Vanessa falou sobre “Prevenção ao Suicídio”. Dados estatísticos, fatores de risco e de proteção, sinais de alerta e ações preventivas foram apresentados durante a palestra. “O objetivo é alertá-los e educá-los para cuidar melhor do seu bem-estar mental, físico e social para não adoecer por situações que podem ser evitadas”, ressaltou.

Já a Psicóloga Cláudia Souza Soares Brum do Esquadrão de Saúde de Curitiba ministrou uma palestra sobre o “Gerenciamento do Estresse”. “Percebi a importância de estar aqui como profissional de saúde mental, e o quanto eles estavam precisando deste apoio. Essa percepção foi corroborada nos atendimentos individuais onde as queixas foram relatadas com motivação e desejo de buscar ajuda”.

Ao abordarem o tema “Comunicação no Ambiente de Trabalho”, a Psicóloga Cláudia e a Assistente Social do CINDACTA II, Denize Janz Costa Silva, convidaram o efetivo para fazer um processo reflexivo sobre o assunto. Foram apontados passos importantes para melhorar a comunicação no ambiente de trabalho, com a participação de dinâmica sobre o assunto. “As palestras ministradas pela Psicologia, Psiquiatria e Serviço Social foram impulsionadoras dos atendimentos realizados com o efetivo. Os dependentes foram tomados pela motivação dos militares e também utilizaram o nosso trabalho, demonstrando agradecimento e satisfação”, afirmou Cláudia.

Os militares tiveram, também, a oportunidade de participar de atividades lúdicas sobre trabalho em equipe com a Assistente Social Denize. “O tema se alinhou com as palestras de saúde mental e estresse, o que trouxe uma boa reflexão para o efetivo. As dinâmicas em grupo promoveram uma reflexão sobre as potências para liderança e a importância de todos desempenharem seus papéis”, destacou.

Essas ações promovem um ambiente harmonioso, trazendo melhorias para o convívio social e para o ambiente de trabalho. “Parabenizamos a Missão Itinerante do DECEA no Destacamento, pois traz oportunidades importantes de acesso aos serviços de saúde, sociais e psicológicos que demonstram o cuidado e a atenção para com os militares e seus familiares”, revelou o Sargento Márcio.

Para o comandante do DTCEA-CGU, a assistência prestada aos militares e seus dependentes foi muito valiosa. “Eles se sentiram valorizados e acolhidos, contribuindo para melhorar a auto-estima do efetivo e o bem-estar dos seus familiares ”, declarou o Tenente João Marcos.

Durante os quatro dias, os profissionais de saúde estiveram envolvidos na Missão de Assistência Integrada Itinerante, em um trabalho de integração e comprometimento, viabilizando os resultados positivos.

Assessoria de Comunicação Social do DECEA
Reportagem e Fotos: Denise Fontes

Bookmark and Share

0 comentários: