RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

Morada das Figueiras

São João Encomendas

Tchê Parque

POLÍTICA – RETROSPECTIVA 2018 –PRIMEIRO CAPÍTULO

O Site Canguçu em Foco estará publicando informações do meio político do município em quatro postagens, começando neste dia 02 de Janeiro de 2019. Confira e comente, aqui ou na nossa página no face, o que você acha dos cenários apresentados. 

MUDANÇAS DE POSIÇÕES
O ano de 2018, além das eleições para: presidente, governador, senadores, deputado federal e estadual, foi marcante no município de Canguçu em 2018, superando todos os demais na história em apenas um ano VAMOS RELEMBRAR ESTA MISCELÂNEA:
a) O PTB deixou a oposição(concorreu aliado ao Progressista) para unir-se a situação ao MDB, passando a ocupar cargos na administração municipal, assumindo a Secretaria Municipal de Assistência Social com o Senhor Nilson Nornberg(também foi secretário de no governo do ex-prefeito Cassio Mota)
b) Expulsão dos vereadores Rubens Angelin de Vargas e Cristiano Aguiar Dias, pelo Diretório Municipal dos Progressistas e ratificado pelo Diretório Estadual, por descumprimento de determinação do diretório no “fechamento de questão” contrário ao aumento do IPTU.
c) Saída do governo municipal do PSDB, por decisão da maioria do seu diretório, sendo que o PSDB foi aliado do MDB, na ultima eleição, integrando inclusive a chapa majoritária com Vice-Prefeito – Cledemir de Oliveira Gonçalves;
d) Desligamento do Vice-Prefeito Cledemir de Oliveira Gonçalves do PSDB, por discordar da saída do partido do governo;
e) Ingressou no legislativo o maior projeto de iniciativa popular da história do município, coordenado pela subseção da OAB, com cinco mil duzentas e nove assinaturas, contrários ao aumento do IPTU no município, rejeitado pela maioria dos vereadores;
f) Divisão interna na Bancada do PTB: Vereador Marcelo apoia o governo na plenitude e o Vereador Carlos Eduardo a partir da votação contrária ao IPTU, tem se posicionado na maioria das vezes na oposição;
g) Foi rompido o acordo realizado no inicio da legislatura envolvendo os partidos: PSDB, PDT, PT, PRB e MDB, pelo acordo inicial a presidência da mesa seria: 2017 – PRB, 2018 – PT e 2019 – PDT.
h) Em decorrência da posição contrária dos vereadores do PSDB – Rodnei Jacondino, PT – Erroldisnei Borges e PDT – NevitonNornberg, ao aumento do IPTU, proposto pelo prefeito Vinicius Pegoraro(MDB) foi rompido o acordo para eleição da presidência;
i) O executivo realizou nova composição de sua base no legislativo, buscando maioria para aprovação de seus projetos: MDB (Adolfo, Leandro, Luciano e Silvio), PRB(João), PTB(Marcelo) e os vereadores: Rubens e Cristiano;
j) Resultado da nova composição da base resultou na eleição do vereador Marcelo a presidência do legislativo.


Bookmark and Share

0 comentários: