RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Morada das Figueiras

São João Encomendas

Tchê Parque

Aberta a Colheita do Tabaco no Rio Grande do Sul

Ato ocorreu em Canguçu, um dos maiores produtores de tabaco do país.

POR EDUARDO OLIVEIRA/SEAPI
Foto: Eduardo Oliveira/SEAPI

Em cerimônia realizada na tarde desta quinta-feira, em Canguçu, foi aberta oficialmente a colheita do tabaco no Rio Grande do Sul. Pelo segundo ano consecutivo, um ato oficial marcou a abertura da colheita no Estado. O secretário da agricultura, pecuária e irrigação, Odacir Klein, representou o governador José Ivo Sartori.

O ato oficial foi celebrado na propriedade de Renato Bohm Blank, no Distrito de Herval. Em sua fala, o secretário Odacir Klein destacou a importância que a cultura do tabaco tem na economia do Rio Grande do Sul e do Brasil. “O tabaco produzido aqui é quase que totalmente exportado para outros países. Temos grande mercado para um produto que é gerador de empregos, de renda e de receita. O Governo do Estado, entendendo a importância do cultivo, criou a data para a abertura oficial da colheita com o objetivo de demonstrar apoio ao setor”.  

De acordo com dados da Afubra, Canguçu é um dos maiores produtores de tabaco do Brasil. Na safra 2017/2018 5.502 famílias produziram 22.142 toneladas de tabaco da variedade Virgínia, numa área de 9.905 hectares recebendo, em média R$ 9,18 por quilo comercializado, totalizando um faturamento de R$ 203.260.163,40.

Ainda de acordo com a Afubra, cerca de 160 mil famílias cultivam tabaco no Brasil, sendo 150 mil no sul do país. A produção brasileira na última safra foi de 707 mil toneladas, 685 mil toneladas produzidas na Região Sul. No Rio Grande do Sul o cultivo da planta está registrado em 227 municípios.

Estiveram presentes no evento o os prefeitos de Canguçu e de São Lourenço do Sul, Marcos Vinícius Pegoraro e Rudinei Harter, o presidente do Sinditabaco, Iro Shunke, o vice-presidente a Afubra, Marco Antônio Dorneles, e os deputados Luiz Carlos Heinze e Marcelo Moraes, além de representantes de entidades ligadas a agricultura.

Bookmark and Share

0 comentários: