RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Morada das Figueiras

São João Encomendas

Tchê Parque

Exército assumirá obras de duplicação da BR-116 se houver recursos


O Exército poderá assumir, em breve, as obras de duplicação, dos lotes 1 e 2, da BR-116, entre Guaíba e Tapes, desde que o Governo Federal garanta recursos. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (03), em uma reunião convocada pelo Comandante Militar do Sul, general de Exército Geraldo Antonio Miotto, em Porto Alegre. O encontro teve a participação do deputado Pedro Pereira (PSDB), do senador Lasier Martins (PSD), do superintendente substituto do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do RS (DNIT), Delmar Pelegrini, de parlamentares federais e de prefeitos.   

Miotto informou que um estudo técnico foi realizado no trecho correspondente aos lotes 1 e 2 e que o valor estimado para a conclusão das obras, dentro de um prazo de 36 a 42 meses, será de R$ 210 milhões. “São 50,8 quilômetros e somente assinaremos o contrato se o DNIT e a bancada federal gaúcha conseguirem os recursos com a União. Para iniciar os trabalhos são 50 milhões até o fim do ano e mais 60 milhões até o final de Abril de 2019” alertou o comandante.

O deputado Pedro Pereira lembrou que o término das obras de duplicação da BR-116, entre Guaíba e Pelotas, era para o final de 2015. Segundo o tucano, essa é mais uma irresponsabilidade do DNIT e do Governo Federal. “Assinaram contratos superfaturados e desperdiçaram dinheiro público. Porque iniciaram obras nos nove lotes? Pra que? Todos os dias têm acidentes e muitas pessoas já perderam a vida nesta rodovia. Isto é inaceitável”, desabafou. 
Caso o Exército assuma os trabalhos, Miotto garantiu entregar a obra concluída dentro do prazo e com qualidade. Para os serviços de terraplenagem, pavimentação, obras de arte e drenagem serão deslocados militares do 1° Batalhão Ferroviário de Lages, Santa Catarina e do 2° Batalhão Ferroviário de Araguari, Minas Gerais. “Deslocaremos 300 homens para o Rio Grande do Sul e 119 equipamentos e viaturas para esta missão. O que for tratado tem que ser cumprido” finalizou o comandante.

Texto: Rafael Ribeiro – Jornalista MTE 17665   
Foto: Rafael Ribeiro


Bookmark and Share

0 comentários: