RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Morada das Figueiras

São João Encomendas

Dr.Laureano

Momo está causando apreensão na internet

Não é de agora que muitas histórias sem cabimento são divulgada pelo WhatsApp. Um bom exemplo disso é a lenda urbana da vez, de um ser sobrenatural chamado Momo, que já pegou muita gente por aí.

Ao que tudo indica, as pessoas recebem uma ligação de um número desconhecido. Junto com essa ligação, no WhatsApp, as vítimas recebem também uma imagem bizarra de Momo. O pior de tudo é que o suposto ser sobrenatural pode conversar em vários idiomas, inclusive o português.

O que é Momo?
Como toda lenda urbana, a história do demônio Momo, claro, não é real.

Sites explicam que a figura bizarra que está circulando de celular em celular por aí se trata de uma imagem que se popularizou na internet em 2016. Essa espécie de “mulher-pássaro” é uma escultura e pertence ao museu Vanilla Galleru, que fica no distrito de Ginza, em Tóquio, no Japão.

Como esse mito se espalhou?
Tudo começou quando alguém compartilhou um número de telefone (+81435102539) dizendo que supostamente era um número amaldiçoado. Quando você adiciona ou entra em contato com ele, aparece a imagem da Momo.

O código (+81) indica o telefone pertencente a alguém no Japão, e a mensagem que acompanha o perfil da Momo é "人 々 は 私 を L と 呼 び ま す" que significa "As pessoas me chamam de L", em japonês.

O desafio não era apenas adicionar o número de telefone, mas falar com ele. Supostamente a pessoa por trás do número, que se chama "Momo", é capaz de falar em vários idiomas e iniciar uma conversa. Vários internautas decidiram escrever para tentar a sorte, mas o que encontraram não foi nada agradável.

Entre as histórias que são contadas sobre as pessoas que escreveram para Momo, está o fato de que aparentemente essa pessoa sabia sobre suas vidas. "Momo" tinha informações sobre amigos próximos, lugares frequentes e certas atividades. Outras pessoas descreveram que receberam ameaças ou mensagens aterrorizantes.

Uma das variantes do desafio é de conversar com ela às 3:00 da manhã, que é supostamente o “horário dos demônios”. Também não se pode deixar que 'Momo' escreva mais de duas vezes seguidas, e também não se deve repetir as mensagens enviadas à ela. Caso contrário, você poderia sofrer uma morte terrível.

Qual o verdadeiro perigo que a Momo oferece?
Especialistas dizem que a "Momo" consegue as informações sobre as pessoas através do seu número de telefone. Um bot cruza as informações com as contas de mídias sociais vinculadas e então consegue outros dados como nome, país onde mora ou mesmo seu endereço.

O real perigo por trás dessa criatura não é o fato dela ser sobrenatural, mas sim o que ela pode fazer com seus dados, que podem ser vendidos, ou usados para fazer ameaças à pessoa que está assustada. Então é importante não entrar em contato com esse número, e caso já tenha feito isso, não repassar ou continuar a conversa. 

Apesar de não haver nada de sobrenatural nesta história, quem quer que tenha começado com isso conseguiu movimentar a Internet, seja amedrontando as pessoas, ou gerando conteúdo para a criação de memes.

A SaferNet Brasil informou que, mesmo que o suposto desafio seja uma forma de brincadeira ou de sanar a curiosidade, os riscos são grandes, principalmente porque algumas tarefas envolvem autolesão.

Os riscos envolvem:

– dar acesso a informações pessoais (foto de perfil, status, número do celular etc.)

– receber conteúdos impróprios ou violentos para determinadas faixas etárias

– instalação de programas maliciosos para roubo de dados ou infecção dos aparelhos

– ameaças de agressões e exposições on-line e off-line;

– extorsão financeira e ameaças de morte;

– provocações para desafios que podem gerar dano ou estimular autolesão.

Como proteger seu WhatsApp contra perfis maliciosos?
– Para ficar protegido contra pessoas mal intencionadas no WhatsApp, estejam elas usando a foto de Momo no perfil ou não, evite trocar informações com números ou pessoas que você não conhece.
– Redobre a atenção às informações pessoais compartilhadas nas redes sociais, em especial, seu número de telefone. Lembre-se que elas podem ser acessadas e utilizadas por pessoas mal intencionadas.
– Use sempre um bom antivírus, que te avise sempre que você receber um link malicioso ou notícia falsa no WhatsApp, SMS e no Messenger do Facebook.
Caso receba alguma ameaça via WhatsApp ou ligação, bloqueie o contato no mensageiro e as ligações recebidas por ele no seu celular. 
– Se ainda assim as ameaças persistirem, denuncie o caso a uma delegacia.

Bookmark and Share

0 comentários: