RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Morada das Figueiras

Chamados e Escolhidos

As oportunidades são para todos. Os esforços e aprendizados individuais são diferentes. Na medida em que cada um se torne apto e capacitado, é escolhido a ingressar na grande seara, pois quando o discípulo está preparado, Deus envia o instrutor e quando o servidor está pronto, o serviço aparece.
Assim, são “muitos os chamados, poucos os escolhidos”, que é expressão de Jesus e é o título do capítulo 18 de O Evangelho segundo o Espiritismo, cujos subtítulos são: Parábola do festim de bodas; A porta estreita; Nem todos os que dizem: Senhor! Senhor! Entrarão no reino dos céus; Muito se pedirá àquele que muito recebeu; Dar-se-á àquele que tem; e Pelas suas obras é que se reconhece o cristão.
Queremos ser e o mundo precisa de escolhidos, o que, moralmente, decorre de mérito pela prática do que é necessário e conveniente. Jesus esclarece que “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus; apenas entrará aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” (Mt. 7:21). Também, esclarece que todo o homem emprega força para entrar no reino de Deus (Lu. 16:16). Temos esclarecimentos da possibilidade de sermos escolhidos e entrarmos no reino dos céus. Tenhamos ânimo e perseverança, “porque o Senhor, em seu amor misericordioso, anima os esforços que tendem para o bem.”; obedecendo a recomendação: “Afastai-vos dos que vos chamam para vos apresentar as dificuldades do caminho, segui os que vos conduzem à sombra da árvore da vida.”
Joanna de Angelis, ao tratar desse capítulo 18 em Jesus e o Evangelho – à luz da psicologia profunda, afirma que “todos os seres encontram-se convidados ao triunfo interior, às conquistas externas, ao equilíbrio emocional, às realizações sociais, à harmonia de comportamento, às atividades edificantes no grupo em que se movimenta.” Para ser escolhido, temos que seguir boas práticas e bons ensinamentos, sobretudo os de Jesus, como “buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e tudo o mais será acrescentado.” (Mt. 6:33). Também, considerar o que disse Mario Quintana: “O segredo não é correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você.”
As leis naturais, que são divinas, são iguais para todos. Elas nos orientam sobre como agir para sermos incluídos, o que tanto queremos. Por isso, tenhamos calma. Com estudo, trabalho e esforço, seremos chamados e escolhidos. 
Fonte: Texto de Mario Luiz de Farias – Professor do IFSUL, articulista e palestrante espírita. 


Bookmark and Share

0 comentários: