RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Finados

           De acordo com o ciclo biológico, o corpo morre e volta ao pó. Este é disperso e integrará outros corpos. O Espírito, porque é imortal, continua vivendo e progredindo, com suas individualidade e necessidades. Um e outro merecem considerações.
O corpo é instrumento para a ação material e evolução do Espírito. Precisa e merece respeito.  A sua vida, como está no item 880 de O livro dos espíritos, é o primeiro de todos os direitos naturais do homem. Tanto o próprio, quanto o dos outros, deve ser cuidado: evitando-se tudo o que possa prejudicá-lo, como álcool e outras drogas; fazendo-se tudo o que lhe seja benéfico. Depois de morto, deve ser respeitado, o que é assegurado juridicamente, cabendo aos vivos a última atenção, que é não deixá-lo exposto, sepultando-o ou cremando-o, o que, inclusive é de interesses ecológico e da saúde pública. Pode ser aproveitado para doação de órgãos e estudos. 
O Espírito, antes e durante a vida do corpo, bem como depois da morte deste, precisa de atenção para seus bem-estar e evolução. Pouco antes, durante ou depois da morte do corpo, desprende-se ou desencarna, o que é facilitado com o comportamento equilibrado dos que ficam. Para exemplificar, Jesus, como guia e modelo que é, em face do apego ao corpo dele por Maria e porque esta chorava muito, disse-lhe: “Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, ...” (João 20:15-17). Em O livro dos Espíritos, nas questões 320 a 329, tem as instruções dos Espíritos benfeitores a respeito dos funerais e da comemoração dos mortos. Pergunta e resposta 321 são as seguintes: “O dia da comemoração dos mortos é, para os Espíritos, mais solene do que os outros dias? Apraz-lhes ir ao encontro dos que vão orar nos cemitérios sobre seus túmulos? ‘Os Espíritos acodem nesse dia ao chamado dos que da Terra lhes dirigem seus pensamentos, como o fazem noutro dia qualquer.’” Tem outros esclarecimentos, como que a prece pelos “mortos” pode ser feita em qualquer lugar, desde que seja feita com o coração.
Pelo exposto, depois da morte, o corpo sofre destruição. O Espírito sobrevive, evoluindo e precisando de preces. Os Espíritos continuam. Os corpos é que são finados.

 Programa Terceiro Milênio – a visão espírita para uma nova era
TVC – Canais 14 Net e 2 Blue – Segundas-feiras às 17:30h e Domingos às 20hs. 
Rádio Tupanci AM 1250 kHz – Sextas-feiras às 21h.  On-line: www.radiotupanci.com.br 
Rádio Com 87.9 FM de Piratini – Sextas-feiras às 12h – On-line: www.radiocomfm.com
Rádio Portal Sul 87.9 FM de Pedro Osório – Sábados às 12:30h – On-line: radioportalsulfm.com.br
Rádio Concórdia 98.5 FM – Sábados às 12h – On-line:  https://www.radios.com.br/aovivo/radio-concordia-985-fm/49661
“Além das nossas preces, a melhor maneira que podemos homenagear nossos entes queridos é buscando a nossa evolução moral e ajudando aos nossos semelhantes” Cleto Brutes


Bookmark and Share

0 comentários: