RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

PDT de Canguçu recebeu Jairo Jorge



Com intenção de concorrer ao governo do estado do RS o ex-prefeito de Canoas/RS, Jairo Jorge (PDT), esteve em Canguçu para conversar com os Trabalhistas do município na noite de terça-feira (22). O encontro ocorreu na Câmara Municipal de Vereadores. Estiveram presentes as principais lideranças e membros do diretório, como o vereador Nevinho, o ex-vereador Niro Nornberg, o candidato a vice-prefeito na eleição de 2016 na coligação PT/PDT, professor César Pinz dos Santos e membros da Executiva Municipal.
Jairo Jorge falou de sua vontade de concorrer ao governo gaúcho em 2018 falando que o PDT irá escolher o nome do candidato ao posto de Governador no dia 05 de outubro de 2017 e já pediu apoio dos Canguçuenses nesta disputa partidária para se, caso eleito, ser o quinto trabalhista no comando do Executivo gaúcho. Na estrada com este objetivo desde 02 de fevereiro o político já percorreu 241 cidades e pretende chegar a 250 até o próximo sábado (26). "O Objetivo destes encontros é conhecer as lideranças, as ideias, as lutas, ouvir a voz do interior do estado", disse. 
Jairo pretende colocar sua experiência exitosa na administração de Canoas, por 8 anos, como principal bandeira na corrida eleitoral, pregando experiência com uma nova alternativa no cenário eleitoral. Modelo de gestão e com aprovação de mais de 70% da população é um dos nomes fortes para a disputa. O ex-prefeito acredita que pode representar uma terceira via para bater PT e PMDB que devem promover um embate forte na próxima disputa. 
Vereador Nevinho e Jairo Jorge. Fotos: Augusto Pinz

Em uma conversa aberta Jairo Jorge falou sobre os temas que acredita serem prioritários no debate eleitoral do próximo ano: saúde, segurança e educação. Ainda acredita necessária redução da carga tributária. Para ele o fechamento de hospitais de pequeno e médio porte, como pretende o governo do estado, é um passo errado. Também vê necessária valorização da classe do magistério e o pagamento em dia dos funcionários, em especial da segurança pública com o pagamento das gratificações. 


Bookmark and Share

0 comentários: