RSS
email

Rodeio In Fest - em Setembro

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Adolescente admite ter mentido sobre estupro em Capão do Leão

A adolescente de 13 anos que disse ter sido estuprada no último domingo (4) após sair da igreja, no Capão do Leão, admitiu nesta quarta-feira (7), em depoimento aos agentes da Delegacia de Polícia (DP) do município, que mentiu ao dizer que havia sido vítima de abusos sexuais. A menor confessou que programou o encontro com o adolescente de 17 anos através do aplicativo de mensagens instantâneas. Laudos periciais mostram que não houve consumação.
Em conversas encontradas pela polícia no aparelho de celular da adolescente, ela disse ao rapaz que tinha 15 anos. A menina, então, programou o encontro enquanto os pais estavam no culto e foi encontrar o jovem. Eles foram até o campo da pedreira, próximo à igreja. Ao ouvir os chamados de seus familiares, assustada, a jovem saiu correndo e disse que tinha sido estuprada. Nesta quarta, no entanto, ela disse aos policiais que inventou a história por medo da reação dos pais. O Ministério Público deve decidir se cabe ou não aplicar medidas socioeducativas para o comportamento da menor. "É importante que as pessoas tenham noção das consequências que uma falsa comunicação pode causar. Além de movimentar a polícia, abala estruturas familiares e a vida de quem é acusado", comentou o titular da DP do Capão do Leão, Sandro Bandeira.
O rapaz que foi apontado pela menor como autor dos abusos também foi ouvido pela Polícia Civil. Ele disse que aceitou se encontrar com a adolescente porque ela havia dito que tinha 15 anos. Por medo de represálias, por enquanto, ele se mudou para outra cidade.
Com o esclarecimento do caso, a família do rapaz se sente aliviada. "Essa história poderia ter causado uma tragédia na minha família. A verdade venceu", comentou o tio do jovem, Leonardo Souza.
 Relembre
Uma adolescente de 13 anos disse ter sido estuprada após sair da igreja, no Capão do Leão. A menor pretendia ir a um mercado quando teria sido abordada por dois homens e levada até o campo da pedreira.
De acordo com o depoimento, lá ela foi abusada sexualmente por um dos suspeitos. A Brigada Militar (BM) foi acionada e quando chegou até o local encontrou preservativos e pedaços das roupas íntimas da menor. (Diário Popular)

Bookmark and Share

0 comentários: