RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Lei de justiça, de amor e de caridade

      O sentimento de justiça está em a natureza, de tal modo que causa revolta a simples ideia de uma injustiça. Assim começa o capítulo XI da terceira parte de O livro dos espíritos.
      O progresso moral desenvolve o sentimento de justiça, mas não o dá, pois no coração do homem imprimiu Deus a regra da verdadeira justiça, fazendo que cada um deseje ver respeitados os seus direitos. Também, deve respeitar os direitos dos outros. E o primeiro de todos os direitos naturais do homem é o de viver. Por isso é que ninguém tem o de atentar contra a vida de seu semelhante, nem de fazer o que quer que possa comprometer-lhe a existência corporal. Isto vale com relação a si próprio.
      O amor e a caridade são o complemento da lei de justiça. O verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entendia Jesus é benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas. Portanto, a caridade, segundo Jesus, não se restringe à esmola, deve estar em todas as relações em que nos achamos com os nossos semelhantes: é a caridade moral, que todos podem praticar e precisam receber dos outros, sem distinção.
      O amor é o sentimento por excelência. Resume a doutrina de Jesus toda inteira. Quando questionado “qual é o grande mandamento na lei?”, respondeu: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o maior e o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este é: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo. Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.” Muito sublimes, também, são o amor materno e o filial, que sobrevivem mesmo à morte corporal, mantendo-se entre Espíritos. 
      Cada uma das dez leis morais tratadas pelo Espiritismo é muito importante. Uma se sobressai, por ser a que faculta ao homem adiantar-se mais na vida espiritual, visto que resume todas as outras. Esta é a lei de justiça, de amor e de caridade. 
Fonte: Texto de Mario Luiz de Farias – Professor do IFSUL, articulista e palestrante espírita.

LEP promove Curso de Mediunidade.  Dias 08, 15, 22, e 29 de Maio, das 19h30 às 21h.
Facilitadora: Rosane Nunes. Local: LEP. Inscrições na Lep ou pelo Fone: 3278-2660. Vagas limitadas!

 “O homem de bem é o que pratica a lei de justiça, amor e caridade, na sua maior pureza” Allan Kardec


Bookmark and Share

0 comentários: