RSS
email

Ponto Com Celulares

O ESCRITÓRIO

HD SAT

Coisas & Tal

Coisas & Tal

Laureano Advocacia

Eliezer Rutz Antenas

Inicia colheita do Arroz Agroecológico em Canguçu



O Assentamento Renascer, em Canguçu, sediou a 2ª Festa do Arroz Agroecológico, atividade que marca o início da colheita do cereal. A solenidade aconteceu na última quinta-feira (30/03), com a participação de mais de 120 agricultores. O objetivo é divulgar as facilidades e a qualidades da produção agroecológica.

O cultivo no Assentamento iniciou em 2015, com três agricultores semeando 32 ha. Na safra de 2016/17, 14 agricultores investiram na atividade, cultivando 137 ha. Para esta safra, a produtividade média estimada é de 120 sc/ha. O evento é resultado da parceria do Grupo de Produtores de Arroz Agroecológico, Emater/RS-Ascar e Escola Estadual de Ensino Médio Oziel Alves Pereira, representada por professores e alunos.

Entre as autoridades que prestigiaram o evento estavam o prefeito Vinicius Pegoraro e representantes da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre (Cootap), da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário e Econômico, técnicos do Instituto Riograndense do Arroz e da Emater/RS-Ascar, dirigente regional do MST e agricultores familiares assentados.

De acordo com a extensionista rural Ana Paula Jeske, a festa e a abertura da colheita do arroz objetivam demonstrar aos demais agricultores a viabilidade econômica e ambiental do sistema de produção agroecológico, “permitindo a certeza da produtividade aliada à receita financeira”.

Para Erani Teixeira Prestes Junior, de 14 anos, filho de Erani Félix Prestes, produtor onde o evento ocorreu, “o manejo da lavoura na produção agroecológica é mais fácil, custa menos, contamina menos e é melhor para a natureza”, ressalta o jovem, que desenvolveu alergia a alguns agrotóxicos. Com um largo sorriso no rosto, Júnior conta que é parceiro do seu pai na lavoura, recebendo pagamento pela ajuda.

Já para a professora Raquel Monteiro, a participação dos alunos é fundamental para que aprendam a identificar a origem dos alimentos saudáveis e compreendam a importância do trabalho e da produção cooperada. “Essa parceria permite também aos alunos conhecer melhor a realidade dos seus pais, valorizando o alimento e o conhecimento local e a possibilidade de geração de renda, preservando o meio ambiente”, avalia.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional Pelotas

Bookmark and Share

0 comentários: