RSS
email

Ponto Com Celulares

O ESCRITÓRIO

HD SAT

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

Laureano Advocacia

Eliezer Rutz Antenas

Da perfeição moral

Na parte segunda de O livro dos espíritos, depois de abordar as leis morais, Kardec incluiu o capítulo XII tratando do que deve ser, para a própria felicidade, a busca de cada ser humano, espírita ou não.
Nessa busca, precisamos trocar vícios por virtudes. O bem que fazemos espontaneamente é resultado de lutas já realizadas. Assim, poderemos superar outros defeitos e limitações, diminuindo a possibilidade do sentimento de culpa por termos feito algo errado ou deixado de fazer o que devíamos. Dentre os defeitos a superar, estão o interesse pessoal e os apegos material, afetivo e emocional. Uma das virtudes a conquistar é o conhecimento, pois o Espírito, para ser perfeito, tem que saber tudo. Mesmo as paixões, bem controladas, podem levar o homem à realização de grandes coisas, dado que o princípio que lhes dá origem foi posto no homem para o bem. 
Defeitos e qualidades têm elementos em comum. A dosagem certa e a combinação de elementos é que constituem a reforma íntima ou a educação dos sentimentos.  Por exemplo, o vício radical é o egoísmo, que tem como uma de suas causas o instinto de conservação. Portanto, para superá-lo não se faz necessário, até porque não é possível, eliminar este instinto. Há que considerar o dos outros. Também dentre outros esforços, buscar a educação e compreender o próprio estado futuro, real e não desfigurado por ficções alegóricas. Felizmente, mesmo existindo egoístas, há pessoas isentas de egoísmo e praticantes da caridade, muito mais do que se supõe. Há sim homens de bem. Mas todos, em maior ou menor intensidade, precisam melhorar-se e o conhecimento de si mesmo é o meio prático mais eficaz que tem o homem de se melhorar nesta existência e de resistir à atração do mal.   
Muito importante a sequência dos capítulos do livro citado, pois é buscando aprender, praticar e ensinar as leis morais que estaremos, sempre, nesta encarnação e nas vindouras, nos aproximando da perfeição moral.
Fonte: Texto de Mario Luiz de Farias – Professor do IFSUL, articulista e palestrante espírita.

“Melhorados os homens, não fornecerão ao mundo invisível senão bons espíritos; estes, encarnando-se, por sua vez só fornecerão à Humanidade corporal elementos aperfeiçoados. A Terra deixará, então, de ser um mundo expiatório e os homens não sofrerão mais as misérias decorrentes das suas imperfeições”  Allan Kardec


Bookmark and Share

0 comentários: