RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Assaltantes atacam família na zona rural

Uma família de sete pessoas viveu momentos de terror na noite desta segunda-feira (6) na localidade do Passo Escuro, Colônia Osório, zona rural de Pelotas.

Quatro homens armados invadiram a propriedade, renderam, agrediram e ameaçaram os moradores, entre eles uma idosa de 91 anos, e fugiram com um veículo Gol de uma das vítimas. A Guarda Municipal foi acionada por volta das 23h pelo administrador distrital do Cerrito Alegre, Zelmuth Tessmann. A guarnição localizou e perseguiu os criminosos, que abandonaram e incendiaram o carro usado na fuga já na zona urbana do município. Ninguém foi preso e não há suspeitos. A Polícia Civil investiga o caso.

As vítimas relataram ao administrador do distrito que em torno das 20h30 o grupo chegou na casa trazendo, imobilizado, o morador da propriedade vizinha, situada em frente, do outro lado da estrada vicinal. "Foram juntando um por um, ameaçando todos de morte, e prenderam a família inteira na peça de resfriamento de leite", disse Tessmann. A única poupada foi a idosa, deixada pelos criminosos dentro da casa. Ato contínuo saqueram toda a propriedade. Conforme Tessmann, nenhum espaço foi poupado. "Queriam dinheiro, dinheiro e armas, reviraram tudo, até os galpões - um rebuliço só", afirmou. A família ainda não fez levantamento completo das perdas. Os suspeitos levaram televisão, computador, celulares e o veículo Gol de um dos familiares. Antes de partir ainda cortaram os fios do telefone e rasgaram com facão os quatro pneus do outro carro da família - ordenada a deixar a peça onde ficou encarcerada só depois das 22h.

Perseguição
A Guarda Municipal só foi acionada por Zelmuth Tessman por volta das 23h, após um vizinho das vítimas descobrir o que havia acontecido e ajudá-las a deixar o cômodo onde haviam sido presas pelos assaltantes. Ao entrar em contato com os funcionários do posto do pedágio do Retiro e receber a confirmação que o veículo Gol roubado na propriedade havia passado pelo local em direção à Zona Norte de Pelotas, todas as guarnições, com 12 homens ao todo, entre elas a Patrulha Rural, foram mobilizadas para interceptar o veículo e prender os suspeitos.

De acordo com o comandante da GM, Ladislau Neto, a quadrilha foi localizada no bairro Getúlio Vargas, onde teve início a perseguição. Os guardas municipais seguiram o carro pela avenida Ildefonso Simões Lopes e depois por uma estrada de chão, conhecida como Estrada do Maricá, em direção à Zona Leste do município. Percebendo que poderiam ser capturados, os assaltantes abandonaram o veículo e fugiram a pé pela mata. Antes, atearam fogo no automóvel. Os bombeiros precisaram ser chamados para combater as chamas. Não há relatos de troca de tiros.

"[vítimas] Estão em estado de choque", afirmou Zelmuth Tessmann. "É uma gente de paz, só pensa em trabalhar e passaram por momentos assustadores." O comandante da Guarda Municipal confirma que a zona rural cada vez mais tem sido alvo da criminalidade. De acordo com Ladislau Neto, as "longas distâncias" que precisam ser percorridas tornam mais difícil manter um policiamento ostensivo. Ele espera que com a Patrulha Rural, criada mês passado pela Guarda Municipal, ajude a diminuir os ataques à população que vive na região. (Diário Popular)

Bookmark and Share

0 comentários: