RSS
email

Ponto Com Celulares

O ESCRITÓRIO

HD SAT

Construtora Canielas

Construtora Canielas

Laureano Advocacia

Eliezer Rutz Antenas

NO COMÉRCIO TAMBÉM TEM SAFRA

Canguçu – Conhecida como Capital Nacional da Agricultura Familiar e atual líder na produção de fumo no Brasil, Canguçu tem uma malha viária de nada menos que 8 mil quilômetros. Mas não é preciso ir além das principais ruas da zona urbana (onde vivem 20 mil dos 60 mil habitantes) para perceber a importância que a agricultura – e, sobretudo, o tabaco – desempenha para a economia local.

Bastam alguns passos para se deparar com alguma agropecuária, loja de máquinas ou implementos agrícolas ou ainda serviços técnicos voltados às lavouras. Não é por menos: enquanto o setor industrial responde por apenas 7% do dinheiro que circula no município, o comércio chega a 49%. E é justamente dos fumicultores e da boa receita gerada a cada ano com a cultura que provém a maior parte da demanda.

O impacto não recai apenas sobre produtos e serviços relacionados à vida no campo, mas também sobre segmentos como veículos, móveis, imóveis, confecções e até gastronômico. “Ontem mesmo fui jantar em um restaurante e a maioria das pessoas que estavam lá eram jovens do interior”, conta o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Rogério Carmiato da Silva.

Proprietário há 16 anos de uma revenda de automóveis no Centro, Vilmar Redü costuma vender entre 40 e 50 carros por ano para fumicultores. Segundo ele, a procura começa a se intensificar a partir de junho, após o fim da comercialização. “Primeiro, eles pagam as dívidas. Depois vêm para o comércio gastar. Se não fosse a produção de fumo na cidade, nós venderíamos bem menos”, observa. Já no período de colheita, quando os produtores estão trabalhando nas lavouras, o comércio sofre uma baixa.

De acordo com o presidente da Associação de Comércio, Indústria e Serviços de Canguçu, Rodrigo de Almeida Ferreira, além de movimentar a economia local, isso também garante mais qualidade de vida aos fumicultores. “Hoje os nossos produtores têm casas boas, têm veículo, têm internet. Se o fumo acabasse, seria uma uma mudança drástica para todo o município”, diz. (Portal do Tabaco)

Bookmark and Share

0 comentários: