RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Mulheres da Via Campesina se mobilizam em seis regiões do RS dia 25

Integrando ações nacionais, mulheres da Via Campesina realizam, nesta sexta-feira (25), uma série de mobilizações em seis regiões do Rio grande do Sul para marcar o Dia Internacional da Não Violência conta a Mulher. O objetivo é denunciar, por meio de audiências, atos e caminhadas, os prejuízos que a reforma da previdência e a aprovação da PEC 55, que congela investimentos públicos em saúde e educação por 20 anos, trarão aos trabalhadores do campo e da cidade, mas principalmente às mulheres.

“Vamos denunciar os vários tipos de violência que as mulheres sofrem, especialmente as mais pobres que cumprem jornadas duplas e triplas de trabalho e estão com seus direitos ameaçados com as medidas do governo de Michel Temer”, explica Roberta Coimbra, assentada do MST. Ela complementa que em alguns municípios também haverão feiras de artesanatos e de alimentos saudáveis, produzidos pelas famílias camponesas.
A Via Campesina é formada pelo MST, Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Movimento de Mulheres Camponesas (MMC) e Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA). As mobilizações regionais vão acontecer com o apoio do Levante Popular da Juventude, Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos (MTD) e outras organizações de mulheres nos municípios de Porto Alegre, na região Metropolitana; Santa Maria, na região Central; Santana do Livramento, São Gabriel e Alegrete, na região da Fronteira Oeste; São Luiz Gonzaga, na região das Missões; Palmeira das Missões, na região Noroeste; e Pelotas, na região Sul.
Saiba o que está previsto para cada município:
Porto Alegre
10 horas – Manifestação contra a reforma da previdência e a retirada de direitos, em frente ao prédio do INSS – Travessa Mário de Cinco Paus, 20, próximo ao Mercado Público.
12 horas – Caminhada nas ruas centrais
14 horas – Audiência pública "Reforma previdenciária e o retrocesso nos direitos das mulheres”, no Plenarinho da Assembleia Legislativa
São Luiz Gonzaga
9 horas – Concentração na praça central da cidade
10 horas – Marcha até o prédio do INSS
11h30 – Estudo sobre mudanças na aposentadoria, com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais
Alegrete
9 horas – Concentração na Praça Nova
9h30 – Marcha até o prédio do INSS
São Gabriel
9 horas – Concentração na Praça Ecológica, próximo à rodoviária.
9h30 – Caminhada até o prédio do INSS
10h30 – Estudo sobre a PEC 55, reforma da previdência e violência contra a mulher
Palmeira das Missões
10 horas – Ato na praça central contra a reforma da previdência e a retirada de direitos
12 horas – Feira de alimentos saudáveis e de artesanato
13h30 – Caminhada da praça até o prédio do INSS
Pelotas
8 horas – Concentração no Mercado Central de Pelotas
9 horas – Caminhada nas ruas centrais
Santa Maria
15 horas – Doação de alimentos orgânicos do MST aos estudantes que ocupam prédios da UFSM
16h30 horas – Ato contra a PEC 55 e as medidas do governo José Ivo Sartori na Praça Saldanha Marinho, no bairro Centro
Santana do Livramento
9 horas – Feira da Economia Solidária, apresentação artística, mostra de trabalhos sobre violência doméstica e exames de saúde, na Praça General Osório
11 horas – Caminhada contra a PEC 55 nas ruas centrais da cidade
13 horas – Almoço compartilhado na Praça General Osório
14 horas – Transmissão da Audiência Pública contra a reforma da previdência, que serárealizada em Porto Alegre, no Salão de Atos da Unipampa
15h30 – Aula pública no salão de atos da Unipampa
17 horas – Caminhada Binacional com as Mulheres Uruguaias

Bookmark and Share

0 comentários: