RSS
email

Rodeio In Fest - em Setembro

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Secretaria esclarece sobre postagem

Recebemos e-mail do departamento responsável pelo Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Planejamento, Meio Ambiente e Urbanismo para esclarecer sobre publicação no site de uma manifestação do leitor Lázaro sobre o fato da secretaria não ter realizado a busca e fiscalização de embalagens de agrotóxicos jogadas na localidade da Vila Silva. Leia:

Contraponto,
Em caráter informativo, a Secretaria de Meio Ambiente gostaria de inteirar que de acordo com a ligação recebida na sexta-feira (Anônima), foi informado ao contribuinte a existência da Legislação Federal 12.305/2010 que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos, bem como da Logística Reversa que enquadra as embalagens de agrotóxicos, lâmpadas, pilhas, etc. Este material deve ser devolvido ao comércio em que foi comprado para que seja revertida à empresa responsável pela produção, formando então uma cadeia reversa.
Em casos específicos como estes, não é possível identificar quem fez o descarte irregular, impossibilitando a Fiscalização Ambiental de Lavrar Auto de Infração. Porém, contamos com a Educação Ambiental para acompanhar a fiscalização em uma visita informal a moradores ao redor do local, para levar informação sobre como proceder e quais os riscos deste descarte irregular que, se comprovado pode gerar além de multa, um processo crime.
Relatamos que todas as informações acima, gostaríamos de ter repassado ao anônimo no ato da conversa, porém em meio a explicação,o Sr. desligou o telefone.
Ficamos à disposição.

Relembre este caso CLICANDO AQUI

Bookmark and Share

3 comentários:

lazaro disse...

tentei fazer uma boa ação tentando evitar a contaminação dos nossos arroios,mas agora eu acho que tem certo tipo de gente ta trabalhando no lugar errado .e telefone agente não de deixa enrrolar desliga e pronto.

Anônimo disse...

Portanto, as embalagens continuarão lá?

Anônimo disse...

Boa tarde! No caso em questão, entendo que é complicado para ambas as partes se tratando de embalagens de agrotóxicos, mesmo que a intenção do denunciante tenha sido a melhor possível, pois o correto seria o fabricante recolher. Porém, a fiscalização ambiental do nosso município deixa muito a desejar nas denúncias, onde o que mais se houve é: " Isso não é competência da fiscalização...". Na minha opinião, sendo ou não, a fiscalização tem que averiguar e/ou orientar o contribuinte, com educação e boa vontade, o que não ocorre também. Fiscalização tem que estar na rua, são pagas para isso, e não pra ficar sentadas em uma sala só esperando as denúncias, e ainda assim, não são resolvidas com profissionalismo. Fica a crítica construtiva com a finalidade de melhorar o atendimento ao contribuinte e para ajudar realmente a preservar o nosso meio ambiente.