RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Sindicatos de bancários entram na justiça para impedir agências de abrir dia 04

Preocupados com a falta de segurança pública nesta quinta-feira, os sindicatos de bancários do RS, através da Federação dos Bancários, ingressaram com medida judicial para impedir que agências bancárias abram suas portas na quinta-feira (4). A media foi tomada após as entidades de trabalhadores da segurança pública anunciarem que irão realizar mobilização e paralisações nesta data. A ação, um pedido de tutela antecipada junto a 5ª Vara da Justiça do Trabalho de Porto Alegre, argumenta que não é seguro para os funcionários dos bancos trabalhar nestas condições e nem para os clientes e usuários.

Em nota divulgada nesta quarta, o Sindicato dos Bancários, manifestou sua preocupação com as consequências para a sociedade gaúcho por conta  do parcelamento dos salários imposto pelo governo Sartori, sobretudo em relação à segurança. “A medida nefasta adotada não está atingindo apenas os servidores do Estado, mas o conjunto da sociedade gaúcha, que ficará, nesta quinta-feira, totalmente desprotegida devido à legítima e necessária manifestação com paralisação dos servidores, inclusive os policiais, que estão orientando as pessoas a não saírem de casa”, diz a nota.

O Sindicato considera que em Pelotas a situação é particularmente preocupante, pois até o momento não houve nenhuma manifestação da Prefeitura, dos empresários e dos próprios bancos sobre como irão trabalhar sem segurança pública, colocando em risco a integridade da população. “A cidade vem assistindo a um crescente aumento dos números da violência nos últimos meses, e sem segurança pública nesta quinta, abrir as portas do comércio e dos bancos é uma atitude extremamente irresponsável”, finaliza a nota.


Leia a ïntegra da Nota do Sindicato dos Bancários:

Nota de repúdio e preocupação do Sindicato dos Bancários
Medidas danosas do governo do Estado atingem toda sociedade gaúcha


O Sindicato dos Bancários de Pelotas e Região manifesta sua preocupação com as consequências danosas para a sociedade gaúcho por conta  do parcelamento dos salários imposto pelo governo Sartori, sobretudo em relação à segurança pública. A medida nefasta adotada não está atingindo apenas os servidores do Estado, mas o conjunto da sociedade gaúcha, que ficará, nesta quinta-feira, totalmente desprotegida devido à legítima e necessária manifestação com paralisação dos servidores, inclusive os policiais, que estão inclusive orientando as pessoas a não saírem de casa. O comércio está sendo também orientado para não abrir as portas e que os pais não levem os filhos às escolas.

Em Pelotas a situação é particularmente preocupante, pois até o momento não houve nenhuma manifestação da Prefeitura, dos empresários e dos próprios bancos sobre como irão trabalhar sem segurança pública, colocando em risco a integridade da população. A cidade vem assistindo a um crescente aumento dos números da violência nos últimos meses, e sem segurança pública nesta quinta, abrir as portas do comércio e dos bancos é uma atitude extremamente irresponsável.

Portanto, o Sindicato dos Bancários de Pelotas e região repudia as ações irresponsáveis do governo, que prejudicam não apenas os servidores com o absurdo parcelamento dos salários, mas também todos os gaúchos.

Bookmark and Share

0 comentários: