RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Sindicato denuncia restrição de atendimento das agências bancárias

            O avanço tecnológico está mudando a forma como as pessoas estão sendo atendidas nos bancos, mas também causando enorme preocupação entre a categoria bancária, pois até mesmo a função mais tradicional de um banco, o atendimento nos caixas, parece estar com os dias contados. “Trata-se de um projeto que prevê uma redução drástica do número de caixas e, em algumas agências, até mesmo sua extinção”, diz o diretor do Sindicato dos Bancários de Pelotas e Região, Luís Diogo.
            A partir desta semana o Sindicato inicia uma série de intervenções nas agências para esclarecer clientes e usuários sobre seus direitos na hora de escolher a forma de atendimento numa agência bancária. “Os bancos estão desrespeitando a lei ao proibir, muitas vezes de maneira grosseira, o ingresso do cliente no interior da agência”, diz Diogo. Ele complementa que esta prática fere as normas do Banco Central e o Código de Defesa do Consumidor.
A Resolução nº 1.865/91 do Banco Central que diz  que  “é vedada a discriminação entre os clientes e não clientes em pagamentos de serviços básicos, como água, luz, gás e telefone, cobrados por empresas com as quais os bancos têm liberdade de fazer convênios”.  Além disso, os bancos estão proibidos de recusar ou dificultar o acesso aos canais de atendimento convencionais, inclusive aos guichês de caixa, mesmo que possua meios alternativos, uma vez que o consumidor tem autonomia para escolher como quer ser atendido.
“É importante destacar que essas limitações ao atendimento não são culpa dos bancários, mas sim, das determinações de suas direções e gestores”, diz o diretor do Sindicato. Ele afirma que, com o intuito de resolver o problema da grande demanda que as agências enfrentam, “os Bancos têm tomado medidas que acabam por prejudicar seus clientes e funcionários, quando na verdade, deveriam aumentar o número de contratações, evitando, assim, a precarização do atendimento”.

Canais de Denúncia

BANCO CENTRAL DO BRASIL - Fone: 145

PROCON PELOTAS  - Rua Professor Araújo, 1653 – Fone: 3284-4461

OUVIDORIAS:

Bradesco - 0800 727 9933

Santander - 0800 726 0322

Itaú - 0800 570 0011

HSBC - 0800 701 3904

Banco do Brasil - 0800 729 5678

Caixa - 0800 725 7474

Banrisul - 0800 644 2200

Bookmark and Share

0 comentários: