RSS
email

Rodeio In Fest - em Setembro

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Vendas do varejo gaúcho em março são afetadas pela elevação de tributos

Termômetro do Varejo: FCDL-RS apresenta dados econômicos do comércio varejista no Rio Grande do Sul.

Em março de 2016, o varejo gaúcho registrou uma queda de 11,64% nas vendas, na comparação com o mesmo mês de 2015, resultado que está estreitamente associado a fatores como o impacto do aumento de ICMS no Rio Grande do Sul, dentro do contexto de normalidade do dia a dia, apos o retorno de férias.

Segundo levantamento efetuado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul - FCDL-RS, esse efeito foi mais percebido nas vendas de combustíveis. A continuidade da alta de juros também impactou negativamente nas vendas de março, atingindo mais contundentemente os veículos, eletrodomésticos, material de construção, entre outros. Para a FCDL-RS o resultado é mais uma demonstração de que elevar tributos nem sempre é a melhor saída para aumentar a arrecadação pública. 

Entre os treze gêneros do varejo gaúcho apenas dois registraram, em março, crescimento das vendas, na comparação com o mesmo período de 2015. São eles, produtos farmacêuticos, que está mostrando "imunidade" à recessão da economia e móveis, que reagiu após longa sequência de resultados negativos.

- Efetivamente a FCDL-RS sempre é contrária a elevação de tributos, uma vez que esta ação em nada contribui para o desempenho do varejo. Ao contrário, gera um aumento dos preços que afetam significativamente o consumo da sociedade, fazendo com que o comércio enfrente problemas sérios para ter resultados positivos em vendas e na manutenção de bons indicadores de empregabilidade - aponta o presidente da entidade, Vitor Augusto Koch. 

O balanço mensal apresentado pela FCDL-RS registra, também, ligeira alta na inadimplência em nível nacional, com forte concentração nas modalidades rotativo do cartão de crédito e financiamento de automóveis. Já no Rio Grande do Sul ocorreu pequena queda no total de inadimplentes em março. 


Bookmark and Share

0 comentários: