RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Ponte do Costa recebe "remendos", em Piratini

A partir da manhã desta sexta-feira (22), a ponte do Costa, na quilômetro 19,5 da ERS-702, em Piratini, estará parcialmente interditada para caminhões. As chuvas dos últimos dias danificou novamente a estrutura e uma equipe do Departamento de Estrada e Rodagem (Daer) está no local para dar início às obras de recuperação. "Vamos fechar de meia e meia hora para veículos de carga, deixando passar ambulâncias, para podermos fazer os famosos remendos", disse o chefe da unidade Pelotas do Daer, Renato das Neves Cardoso.

Segundo Renato Cardoso, por se tratar de uma estrutura antiga: "arruma-se de um lado, estraga do outro. A estrutura de lata está enferrujada e com as chuvas, só piora a situação." A previsão para o término da obra - se não chover - é terça-feira. "Este é um tipo de serviço que demora por causa da solta", explica. No dia 26 de março, um grande buraco também provocou a interdição parcial da ponte.

Nova ponte
No início do mês, o governo do Estado comprometeu-se a lançar em até 60 dias um edital para a construção da nova ponte sobre o arroio do Costa - principal acesso ao município de Piratini. Em reunião com representantes do município que foram acompanhados pelo gabinete da deputada estadual Miriam Marroni, em Porto Alegre, o secretario de Transportes Pedro Westphalen assumiu que o Estado não tem condições de fazer uma reforma completa na atual travessia, que enfrenta problemas estruturais.

No entanto, diante das cobranças da comunidade que somente nos primeiros meses de 2016 já teve a ponte interditada por três vezes, Westphalen afirmou que utilizará cerca de R$ 9 milhões oriundos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico, proveniente dos combustíveis (Cide) para a obra. “Este é um recurso que chega direto para a Secretaria dos Transportes para uso em investimentos de infraestrutura. Com ele em mãos haverá condições de lançar um edital em até 60 dias e iremos cobrar para que isso se confirme”, projeta a deputada Miriam.

Com relação a uma solução emergencial para a atual ponte, que tem 81 anos e sofre com o desgaste e falta de manutenção, o secretário afirmou que não há condições de uma ampla reforma, pois para isso seria preciso apelar aos cofres do Estado, que está em dificuldades até mesmo para o pagamento de salários. “Iremos reforçar a estrutura para ampliar sua capacidade de carga e melhorar a sinalização, inclusive com redutores de velocidade nas proximidades para evitar acidentes”, disse Westphalen.


Bookmark and Share

0 comentários: