RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Perdas na safra agrícola na Zona Sul debatidas na AL-RS

Nesta quarta-feira (26), os prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), estiveram reunidos com o secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Ernani Polo e com as instituições financeiras Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Sicredi e Banrisul. Na pauta, os impactos e o enfrentamento gerado aos municípios, em virtude do elevado índice de chuva na região. Conforme os representantes das instituições financeiras, os produtores devem procurar imediatamente as agências bancárias para comunicar as perdas nas lavouras e solicitar os seguros agrícolas em função das chuvas na região. Em hipótese alguma, devem deixar as dívidas vencerem.

De acordo com o deputado estadual Zé Nunes (PT), que acompanhou a comitiva, a ideia era flexibilizar as negociações de dívidas agrícolas contraídas pelos produtores rurais com os bancos. “É preciso caracterizar a regionalidade do problema. O efeito dessas chuvas  será tardio, pois teremos uma quebra de produção, e por consequência na economia. Portanto, defendemos um olhar diferenciado para estes municípios. Precisamos de uma posição clara sobre o que fazer para não perder a produção”, avaliou, alertando a necessidade urgente de o governador Sartori agilizar o pagamento das dívidas de transporte escolar e saúde, tanto para os hospitais quanto para os municípios.

O gerente regional da Emater, Ronaldo Maciel, apresentou o quadro de perdas em lavouras e culturas na Zona Sul, onde se constata o aumento crescente de prejuízos, já ultrapassando os R$ 500 milhões, o que forçará mais prefeituras a ingressarem com a decretação de emergência e, em alguns casos, como Arroio Grande e Santa Vitória do Palmar, com o decreto de calamidade pública. Maciel também enfatizou que a Emater vai buscar agilizar ainda mais a emissão de laudos de perdas e que vem intensificando os trabalhos de equipes nas 18 localidades da Zona Sul mais atingidas.

Estima-se que 50% da safra de soja e mais de 20% de arroz tenham sido perdidas, causando grande impacto na economia de municípios da região e para os produtores rurais. O secretário Polo anunciou a prorrogação dos prazos da vacinação contra a febre aftosa para o dia 15 de junho, afirmou que a sua pasta está empenhada nos diálogos com a Defesa Civil Estadual para a imediata homologação dos decretos de emergência. Além disso, informou que está articulando agenda com o governador do Estado, para tratar sobre recursos que auxiliem na recuperação de estradas.

Estiveram presentes os prefeitos de Arroio Grande, Arroio do Padre, Canguçu, Cerrito, Herval, Jaguarão, Morro Redondo, Santa Vitória do Palmar e São Lourenço do Sul. No turno da tarde, os prefeitos participaram de reunião na CEEE para solicitar a doação de postes que não são mais utilizados pela autarquia, para serem usados na construção de pontes nos municípios afetados.

Agenda
Na quinta-feira (28), por uma proposição de Zé Nunes, a comitiva acompanha a reunião da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, que abrirá espaço para apresentação do relatório regional elaborado pela Emater/RS sobre os danos causados pelas chuvas ao setor primário da economia na Zona Sul. O painel terá a participação do gerente regional da Emater, Ronaldo Maciel.
© Agência de Notícias

Bookmark and Share

0 comentários: