RSS
email

Ponto com e Braga Celulares

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

CRESOL SUL CANGUÇU/RS

HD SAT

Impressão Radical

Impressão Radical

Eliezer Rutz Antenas

Comandante do 4º BPM é preso por porte ilegal de arma

O comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Pelotas, tenente-coronel André Pithan, foi preso no final da manhã desta terça-feira (5), dentro do Quartel, na avenida Bento Gonçalves, por porte ilegal de arma de fogo. Ele está na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde aguarda a autoridade de plantão arbitrar fiança. Pithan também é investigado por envolvimento no caso Nasf. Segundo a polícia, ele acobertava a atuação da empresa privada de segurança, considerada milícia pelo Ministério Público. Na manhã desta terça-feira (5), a promotoria colocou em ação a Operação Braço Forte, que faz menção ao slogan da firma, comandada pelo tenente da reserva da BM, Nelson Antônio Silva Fernandes - conhecido como Tenente Nélson.

Ainda nesta tarde, a delegada de plantão, Anita Carúcio, e oficiais da Brigada Militar farão um pronunciamento oficial para esclarecer os motivos da detenção do comandante e qual seria seu envolvimento. Informações dão conta que um dos 14 detidos na manhã desta terça teia dito à polícia que Pithan estaria portando uma arma que pertenceria ao filho do Tenente Nélson.

Até agora foram presas 14 pessoas temporariamente, entre elas, o proprietário da empresa, além de uma prisão em flagrante por porte ilegal de arma. Foram apreendidos 21 veículos, armas e ferramentas usadas em práticas de tortura.

O caso vem sendo investigado há três meses. A Nasf, segundo a Promotoria, deveria prestar serviço de zeladoria, mas se organizou em uma milícia que torturava suspeitos de crimes e, também, pessoas sem nenhuma vinculação com delitos.

"Na prática eles vendem um serviço que não é preventivo, mas sim repressivo", explicam os coordenadores da ação, os promotores Flávio Duarte e Reginaldo Freitas da Silva. Segundo a assessoria do MP, a Nasf tinha cinco mil clientes e um lucro mensal de R$ 500 mil, livre de impostos.

NOTA
Por meio da assessoria de imprensa, o Comando Geral da BM informou que afastou Pithan do Comando do batalhão de Pelotas e do Comando Regional de Polícia Ostensiva Sul (CRPO/Sul). Segundo a Brigada, procedimentos administrativos serão abertos a partir de agora. Ainda segundo a assessoria da corporação, a BM vinha acompanhando as investigações e auxiliou na operação do MP realizada hoje.
ENTREVISTA
Em entrevista para a Rádio Gaúcha, após pagar fiança e já em liberdade, o Tenente Coronel André Pithan disse que portava a arma, pertencente ao filho do Tenente Nelson, porque o homem teria brigado com a esposa e entregue a arma ao Tenente pedindo que guardasse "para que ele não fizesse bobagem".



Bookmark and Share

0 comentários: