RSS
email

Rodeio In Fest - em Setembro

Morada das Figueiras

O ESCRITÓRIO

CREHNOR CANGUÇU/RS

CREHNOR CANGUÇU/RS

HD SAT

Semana do Servidor Público - Bradesco

Eliezer Rutz Antenas

Nota conjunta repudia declaração da ministra Kátia Abreu

A declaração da ministra da Agricultura Kátia Abreu que está gerando polêmica com os produtores de tabaco no Rio Grande do Sul desde a semana passada motivou uma nota conjunta nesta quarta-feira (16) dos deputados Elton Weber (PSB), Catarina Paladini (PSB), Adolfo Brito (PP), Edson Brum (PMDB), Marcelo Moraes (PTB) e Pedro Pereira (PSDB).
Eles repudiaram a postagem da ministra em sua conta pessoal do Twitter em que diz que quando voltar ao Senado irá protocolar um projeto de Lei para proibir a fabricação do cigarro no país: "não tem justificativa para se vender veneno", completou a ministra. A nota conjunta ressalta que uma medida como esta prejudicará diretamente 619 municípios na Região Sul do país, cerca de 150 mil produtores e 615 mil pessoas envolvidas com a fumicultura no meio rural.
Os parlamentares salientam que o segmento gera R$ 5 bilhões em receita direta ao produtor, 40 mil empregos nas indústrias e R$ 12,8 bilhões em impostos arrecadados anualmente. E argumentam: se o consumo de cigarro não é proibido no país, não existe justificativa para que a produção o seja.
Os deputados reforçam que o país não precisa de medidas como esta, mas sim ações de fomento, garantia de renda, seguro agrícola e condições para manter o país produzindo e crescendo. O oficio foi enviado a Brasília nesta tarde.  

Leia mais sobre este tema CLICANDO AQUI


Bookmark and Share

0 comentários: