RSS
email

B&S Produções

Angelus Pax

Angelus Pax

Evolution

Lojas Frank

#euligo180

#euligo180

O papel da educação na sociedade atual

Somos integrantes de uma nova sociedade, um novo século. O século XXI traz como características, a complexidade, a incerteza e um grande avanço, principalmente tecnológico e científico. O que aponta para a necessidade de novas e diferenciadas atitudes, ideias e posicionamentos.
Assim, destaca-se a urgência de uma educação coerente ao contexto, uma educação realmente de qualidade. E por falar em educação de qualidade, este é um tema atual, amplamente discutido pelos diversos setores da sociedade. No entanto, uma educação de qualidade vai além da enxurrada de estatísticas que invadem o nosso dia a dia.
A Lei de Diretrizes e Bases, LDB 9394/96 enfatiza o acesso a educação e também uma educação de qualidade. O acesso pode ser considerado como positivo, pois vem aumentando no Brasil o número de alunos que matriculam-se em nossas escolas; mas a qualidade, bem sabemos que esta deixa a desejar no contexto educacional Brasileiro e, não somente neste.
Uma educação de qualidade é fruto de diversos investimentos, estudos, políticas e iniciativas,... Não é fruto da atenção apenas de uma pessoa. Mas, um educador comprometido pode fazer grande diferença neste processo.
Segundo o grande educador, teólogo e escritor Rubem Alves, a escola precisa ensinar a pensar, já que o futuro é incerto e não sabemos ao certo quais serão os desafios apresentados.
Ensinar a pensar é uma das tarefas mais importante da escola e também uma das mais difíceis. O que não é possível, ou pouco possível através da reprodução, prática comum, corriqueira, empregada em grande número de nossas salas de aula.
Infelizmente a escola pouco se modificou ao longo dos anos. Alunos enfileirados enchem cadernos com conteúdos fragmentados, descontextualizados e ultrapassados, em nome de um currículo que trabalha a favor dos mais favorecidos, dos detentores do poder. Neste cenário, certos professores priorizam a memorização, a cópia pela cópia, o acúmulo de informações.
Quando o cidadão de sucesso neste século é, e será, aquele capaz de analisar, raciocinar, interagir, para poder criar, aperfeiçoar, criticar... Só assim ele poderá ser um sujeito emancipado, um verdadeiro cidadão, capaz de ler o mundo e decidir pelo que é melhor, não pelo que é mais fácil. Capaz de rejeitar as imposições do sistema, que a submetem a condição de exclusão, em uma sociedade em que os valores e prioridades são duvidosos. Capaz de enfrentar as dificuldades e desenhar uma nova realidade, para si próprio e para os demais indivíduos a sua volta.
Sim, mudar é difícil, como dirão meus colegas educadores. Fomos educados assim, sem falar no sistema ao qual estamos amarrados e que impede certas mudanças. Mas, cabe também a nós a difícil tarefa de repensarmos o papel da escola; o que temos feito por aqueles que amanhã estarão conduzindo esta sociedade?

Profª/TDLM Carla Felcher
Mestra em Políticas e Gestão da Educação/CLAEH
Rua Conselheiro Brusque, 864. Canguçu/RS
Fones: (53) 3252 1781 - 99768732



Bookmark and Share

1 comentários:

Jair disse...

Ótimo comentário, principalmente quando parte de uma educadora preocupada com o baixo nivel da educação neste país. Para se chegar a um ponto mais avançado, necessitamos mesmo de uma série de fatores, investimentos, interesses, etc., mas, um educador comprometido, realmente faz a diferença! Parabens, continue sempre assim!